segunda-feira, 30 de maio de 2016

Guarani é o campeão da Copa Máster 2016.



Organizado pela Liga de Futebol de São João Nepomuceno, o campeonato que levou o nome de José Jorge Ayupe Tamioso, Zeca do Lalúcio, transcorreu em alto nível técnico e disciplinar. Centenário e Guarani chegaram com méritos a grande final. Em Guarani, no jogo de ida, empate em 2x2. O jogo foi equilibrado com o Guarani dominando a primeira etapa e o Centenário se destacando no segundo tempo. Os anfitriões marcaram duas vezes com Alírio Jr. e Tizil, deixando de construir um placar mais elástico. Ainda na primeira etapa, Vágner descontou para o Centenário em cobrança de penalidade máxima. No segundo tempo, novamente Vágner, artilheiro da competição, empatou para o tricolor do bairro Centenário. Final: Guarani 2x2 Centenário.
O JOGO: No domingo(29.05), Centenário e Guarani voltaram a se enfrentar, desta vez, no Estádio Carlos Stibler, campo do Operário, para o último e derradeiro confronto. Uma vitória simples dava o título para a equipe vencedora. O empate, levaria a decisão para os pênaltis. Utilizando-se do mando de campo, o Centenário iniciou o jogo com uma equipe bastante ofensiva. O meia atacante “Porquinho” começou na ala esquerda, com Tatá no meio, além de Cléber Binha e Vágner no ataque. O esquema surtiu efeito, visto que, na primeira, etapa só deu Centenário. Destaque para Cássio Bililiu que finalizou quatro vezes de fora da área. Em uma delas, fez o gol mais bonito da competição. Como se diz na gíria do futebol, Cássio soltou um “ pombo sem asas “ da entrada da área. A bola entrou no ângulo direito de Manoel que voou mais não conseguiu alcançá-la. Centenário 1x0.
      Veio a segunda etapa e parecia que o Centenário conquistaria o título no tempo normal. Mas, aos 15 minutos, Joãozinho, técnico do Guarani, promoveu as entradas de Alcir e Wesley”tanque”. Na primeira bola que Alcir pegou, o atacante penetrou pela esquerda e chutou cruzado. Carlos fez a defesa parcial e, no rebote, o mesmo Alcir cruzou para Wesley empatar. Para piorar, aos 21 minutos, o zagueiro Binha foi expulso após falta; como já tinha sido advertido com amarelo... Aos 23, Pingoto lança Wesley que penetra na área, tira o zagueiro“Leitão” da jogada e ao tentar driblar o goleiro é derrubado. Na minha visão, Pênalti. O árbitro entendeu que o goleiro foi na bola e não marcou. No meu blog(neimedina.blogspot.com) tem as imagens. Assista e tire sua conclusão. Com o empate a decisão foi para os pênaltis. Na primeira série Vágner, Tatá, Edmar e Porquinho converteram para o Centenário. Leitão perdeu. No Guarani, João Júnior, Pingoto, Alcir e Edinho assinalaram. Wesley perdeu. Na série alternada, Demétrius marcou para o Guarani e Emiliano bateu para fora. Guarani campeão da Copa Máster 2016.
ASSISTA
 
 
FICHA TÉCNICA: Com arbitragem de Márcio Luís Barbosa, auxiliado por Djalma Feliciano Rosa e Ricardo Santos, o Centenário jogou com Carlos no gol; Alex, Binha, Leitão e Porquinho; Emiliano, Edmar, Tatá e Cássio(Sandro); Vágner e Cléber Binha(Sorriso). Técnico: Gibi.
O Guarani, do técnico Joãozinho, jogou com Manoel; Reinaldo, Tizil, Demétrius e Pituca(Leandro Salino)(Erivelton); Willian(Michel), João Júnior, Edinho e Pingoto; Alírio Jr.(Alcir) e Rocha(Wesley”tanque”).
Parabéns ao presidente e vice presidente da  Liga de Futebol de São João Nepomuceno, Ronílson e Fernando, também a todas as equipes participantes e, em especial, ao Guarani , o Azulão da vizinha Guarani, campeão da Copa Máster 2016, troféu José Jorge Ayupe Tamioso, o Zeca do Lalúcio.
MAIS REGISTROS: 
 Ricardo Santos, Márcio Luís Barbosa e Djalma Feliciano Rosa.

 Centenário

 Guarani

 Cássio"Bililiu" autor do golaço do Centenário

 Wesley"Tanque" autor do gol do Guarani

 Vágner artilheiro da competição.

 Manoel, goleiro do Guarani e menos vazado.

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser!

0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário