segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Núcleo Recreativo avança no sub 17



Organizado pela Liga de Futebol de Cataguases e sob a “batuta do maestro” Marco Aurélio Ayupe, a categoria sub 17 do Núcleo Recreativo de São João Nepomuceno caminha em busca de mais um título.

Na manhã deste domingo(25), o representante de São João recebeu para o jogo de volta(na primeira partida em Cataguases, empate em 1 em gol) a excelente equipe do Taquara Preta da cidade de Cataguases.

Logo aos 4 minutos de jogo, o excelente atacante Derick escorou de cabeça, no segundo pau, uma ótima cobrança de escanteio realizada por Emerson, um meia atacante de rara habilidade e visão de jogo.
Parecia que o Núcleo abriria uma boa vantagem na primeira etapa, visto que, o time criava inúmeras chances que não foram convertidas em gol. Muitas vezes por displicência dos atacantes, o que deixou o técnico Ayupe bastante chateado a ponto de desabafar: “ Nós treinamos finalizações a exaustão. Essa bola que sobra quicando na entrada da área, eu canso de rolar para eles. Chega na hora do jogo chuta pra fora...”

Depois de tantas chances desperdiçadas, o primeiro tempo terminou com a vitória do Núcleo pelo placar mínimo.

Veio o segundo tempo e a equipe de Cataguases comandada pelo técnico Guilherme Roberto acordou na partida.
Mesmo com o Núcleo muito perigoso nos contra ataques o Taquara Preta partiu pra cima. O técnico promoveu a substituição de três jogadores o que deu novo ânimo a equipe que poderia até ter empatado o jogo. Mas aos 32 minutos, novamente, brilhou a estrela do artilheiro Derick.  Depois de ótima jogada do excelente atacante Matheus”cavaco” que entrou driblando pela direita, foi no fundo, e chutou cruzado.
Veja as fotos com a sequência do lance.
                                                             Clique na foto para ampliar.
Em seguida, aos 34 minutos, Derick aproveitou novo cruzamento da direita e de “cuca legal” deu números finais a partida. Núcleo 3x0 Taquara Preta.


DESTAQUE: em tempos de treinadores sendo expulsos por reclamar da arbitragem, ontem, Ayupe deu um show de espírito esportivo, educação e respeito com o auxiliar que trabalhou na faixa bem próximo ao técnico do Núcleo Recreativo. O equívoco aconteceu quando após uma cobrança de tiro de meta o atacante Derick partiu em direção a área adversária para mais uma tentativa de estufar as redes adversária. O Auxiliar Luciano Polidoro Souza não observou que a bola partiu de um tiro de meta e levantou a bandeira. O árbitro Jairo Carlos Ferreira deixou o lance seguir, mas a defesa parou e o atacante finalizou sem capricho após ver a marcação pelo auxiliar. Imediatamente o árbitro perguntou-o o que ele havia marcado e os jogadores começaram a reclamar. Foi nesta hora que entrou a figura do Ayupe: “Ele não viu que foi tiro de meta! Isso acontece. Errar é humano. “Vamo” jogar...” Em seguida, Luciano passou perto do banco de reservas onde estava o Ayupe e pediu desculpas ao técnico: “Você me desculpe mais eu errei. Não vi que foi tiro de meta...”
Atitude bacana. Parabéns, também, para o auxiliar Luciano Polidoro que reconheceu seu erro.


Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser!



0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário