domingo, 25 de novembro de 2012

BASSU, UM SÃOJOANENSE NO TRICOLOR DAS LARANJEIRAS.

                        Vitor, Lafayete, Duque, Castilho e Bassu.
                        Telê Santana, Didi, Atis, Valdo e Escurinho.


NOME: ALIRIO GUAZZI
APELIDO: BASSU.
Nascido em 14 de agosto de 1934 na cidade de São João Nepomuceno - Minas Gerais
Faleceu em 28 de novembro de 2006 - Curitiba - PR
Filho de Carlito Ricardo Guazzi e Aguinalda Andrade Guazzi.
Casado com Walderez Prado Guazzi.
Teve dois filhos: Ricardo Prado Guazzi e Rosane Prado Guazzi.
Quatro Netos: Cristiano, Danyelle, Paulo, Thays.


Depois de Heleno de Freitas e Renê Mendonça, ambos no Botafogo-RJ, quem brilhou no cenário nacional foi Bassu.
Seu pai, o Sr. Carlito, era pedreiro, entre uma obra e outra, construiu a sede do Mangueira F.C. (a família residia atrás da sede rubra, uma morada de dois andares). Bassu trabalhou na extinta Fábrica de Tecidos Sarmento como servente de pedreiro. Tinha um excelente porte físico, sendo muito importante em sua carreira. Em sua Terra Natal defendeu o Mangueira F.C.
Com a importante colaboração do meu amigo Marcelo Dieguez, Jornalista e Historiador que reside no Estado do Paraná, relatarei alguns detalhes da carreira do nosso conterrãneo. Acesse http://www.marcelodieguez.com.br e saiba mais sobre Bassu e outros jogadores do passado.

Em 1953 foi para o Fluminense. Em sua chegada ao Tricolor das Laranjeiras um fato curioso chamou atenção de seus conterrâneos. Bassu foi convidado a treinar contra a Seleção Brasileira, pois, o treinador do Fluminense era o Zezé Moreira, que também treinava a seleção brasileira, e na oportunidade levou alguns jogadores do Fluminense para um coletivo contra nosso selecionado. Aqui em São João, alguns torcedores ficaram confusos, achando que Bassu tinha sido convocado para Seleção Brasileira. 
                                            Tetracampeonato de Aspirantes no Fluminense.
                                   Rivaldo, GIl, Lafaiete, Pingela, Getúlio, Jairo, Bassu e Bené.
                                  Milton, Ceninho, Ramiro, Marinho, Basílio, Osvaldo e Vitor.


Em 1955, Bassu era um dos principais jogadores do time do Fluminense (vide foto que incia este blog) na oportunidade jogava ao lado de feras como Castilho, Telê Santana, Didi, Valdo e Escurinho. 

DIZEM que sua trajetória no time tricolor terminou após um amistoso no Ceará. O Fluminense foi convidado para uma partida amistosa contra o Fortaleza. Como era um jogo amistoso, Pirilo, que estava no comando técnico do Fluminense, poupou alguns titulares, entre eles o nosso Bassu. Faltando três minutos para o término do jogo, Pirilo ouvindo a torcida gritar por seus ídolos, olhou para o banco de reservas e chamou Bassu para entrar no jogo. Lamentavelmente, Bassu se recusou a entrar. Tal atitude foi determinante para a diretoria negocia-lo. Foi vendido ao Guarani de Campinas.
Bassu começou sua carreira no juvenil do Fluminense em 1953 e terminou no Atlético Clube de Paranavaí - PR, em 1973.
Clubes onde atuou: Fluminense-RJ, Guarani-SP, São Bento-SP, Noroeste de Bauru-SP, Ferroviária-SP, Atlético Clube de Paranavaí-PR.
                                                   NOROESTE DE BAURU-SP 1960
                                      Adesio, Navarro, Viana, Ademar, Pacheco e Bassu;
                                                Batista, Zé Carlos, Castelo, Leal e Valdo.

Para finalizar, uma foto do último clube defendido pelo Bassu. Paranavaí-PR 1967
                        Mirão, Ditinho, Eraldo, Raimundinho, Valter Melo, Bassu e Osmar.
                                             Greco, Voily, Helio, Victor e Bispo.

Até a próxima, com a Graça de Deus.



0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário