quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ORQUESTRA ELDORADO – ORGULHO NACIONAL!

Hotel Quitandinha - Petrópolis - de pé: Pisca, Zenim, Zé do Baixo, Adslson, Floretinho, Noé, ñ identifiquei, João "Mamão" e o último também não identifiquei.
Sentados: Sr. Jura, meu tio João Furlan, Zé Popó e José Carlos Furlan.
A espetacular Orquestra Eldorado foi constituída no final da década de 30 / início de 40, mas o auge de sua formação aconteceu nos anos 50 e 60. Foi a segunda Orquestra a se apresentar no belo e recém inaugurado Carangola Tênis Clube. A Festa de abertura foi abrilhantada pela Orquestra Tabajara.

Com apenas 17 anos, músico e arranjador, meu Tio João Baptista Furlan iniciou sua carreira na Orquestra Eldorado no início dos anos 50. Orgulhoso, me conta muitas histórias relacionadas à Orquestra. Diz que na antiga linha férrea que ligava Ponte Nova ao Rio de Janeiro, a Orquestra tocou em praticamente todas as cidades. Além do Petropolitano, Hotel Quitandinha, São Paulo, Uberlândia...

Acredito que um fato marcante foi se apresentar (anos 50) no Petropolitano, sábado de carnaval. Por ser a capital da República, o Estado da Guanabara aproveitava as comemorações do Reinado de Momo para reunir políticos, autoridades e a alta sociedade fluminense em 4 bailes de Gala:
- sábado no Petropolitano (Petrópolis);
- domingo no Hotel Quitandinha (Petrópolis);
- segunda no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e finalmente Terça no Hotel Glória!
Isso mesmo! Uma Orquestra de São João Nepomuceno se apresentando no Petropolitano, sábado de carnaval, executando belas músicas de carnaval para um seleto grupo de políticos, autoridades e a elite Fluminense.

A primeira foto que ilustra o blog de hoje tem algo incomum com um Clube de Petrópolis. Em 1961, por ocasião de mais um aniversário do Internacional do Alto da Serra, o presidente daquela agremiação Petropolitana, saiu às ruas buscando colaboradores para assinaturas no “livro de ouro”; fato este que levantava fundos para a Festa. Sr. Waldir, um admirador da Orquestra Eldorado, não só assinaria o livro, mas, também, pagaria a orquestra. Só colocou uma condição: “ a orquestra tem que ser a Eldorado de São João Nepomuceno. Além disso, quero jantar com eles junto à minha família e um convidado amigo meu.”

Assim foi feito! O presidente do Internacional veio a São João e acertou tudo com o Sr. Jura (pai do Carlos Mauro, Jurinha, Itamar). Na data marcada, dia anterior ao baile, a Orquestra Eldorado chegou a Petrópolis para se apresentar mais uma vez no suntuoso Hotel Quitandinha.
Após um banho, os músicos foram conhecer e jantar com o Sr. Waldir.
Saber que existia um admirador que patrocinasse o baile, mas exigia a Orquestra Eldorado, até aí tudo bem. Mas o que todos não sabiam é que o “tal” convidado do Sr. Waldir era simplesmenteo Manuel Francisco dos Santos, o Garrincha.
Mané estava de folga da Seleção e prestes a se tornar bi-campeão carioca pelo Botafogo e bi-campeão Mundial pela Seleção Brasileira em 1962.

Belas histórias de nosso orgulho musical que foi a Orquestra Eldorado.
Clube Democráticos - de pé: Pisca, Zé Popó,Zenim, Zé do Baixo, Floretinho, Noé, João Mamão e Rui Barbosa.
Sentadados: JUra, João Furlan, Carlos Furlan e José Carlos Furlan. Paulo Velasco é o cantor.

DETALHE: CLIC NAS FOTOS PARA AMPLIAR

Até a próxima se Deus quiser!

0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário