quarta-feira, 28 de setembro de 2011

ABEL BRAGA. ZAGUEIRO ARTILHEIRO?

foto: flusócio

Em sua passagem pelo Botafogo-RJ, Abel marcou poucos gols. Vamos voltar no tempo e ouvir Jorge Curi "o locutor padrão do Rádio brasileiro" narrando o gol do "Abelão".

"Boa tarde a maior platéia esportiva do Rádio brasileiro!"

Como jogador
Abel Braga começou no Fluminense em 1968, sendo integrado ao elenco profissional em 1971, ano em que conquistou seu primeiro título de campeão carioca, repetindo este feito em 1973, 1975 e 1976 pelo Fluminense.
1973 – Disputou o Campeonato Brasileiro pelo Figueirense atuando em 18 partidas pelo clube catarinense e marcado um gol.
1977 - Vasco da Gama, onde sagrou-se campeão carioca novamente (voltando a ser titular da Seleção Brasileira, na época comandada pelo Técnico Claúdio Coutinho).
1978 - Paris foi o seu destino para defender o Paris Saint-Germain. Permaneceu na França entre os anos de 1978 a 1980, até regressar ao Brasil para jogar pelo Botafogo, de 1983 a 1984.
Em 1985 foi contratado pelo Goytacaz, onde, no mesmo ano, encerrou a carreira.
Seleção Brasileira
Pela Seleção Brasileira atuou em cinco jogos. Sua primeira partida foi em 11 de dezembro de 1971 na vitória por 1 a 0 contra o Peru e sua última partida foi em 25 de Maio de 1978, em um empate por 2 a 2 contra a Seleção Gaúcha. Participou do grupo da Copa do Mundo de 1978.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

No blog de hoje, quero continuar falando do Abel jogador, o Abelão. E para tanto, contarei uma triste historinha. Em 1982 (contrariando o site Wikipédia onde diz que “ o período do Abel no Botafogo é 1983 a 1984”) fomos para o Rio de Janeiro, eu e o meu amigo/irmão Tulinha, para assistirmos a estréia do Abelão na zaga do Botafogo. Foi num sábado à noite, mais precisamente 14 de agosto de 1982, e estávamos confiantes na vitória alvinegra. Mas, para nossa tristeza, mal o jogo começou e Zico abriu o placar fazendo Fla 1x0. Antes dos 30min da 1ª etapa o Flamengo vencia por 2x0, Zico outra vez, agora de pênalti. No segundo tempo não foi diferente. Adílio, aproveitando lançamento de Zico, deu números finais ao jogo - Flamengo 3x0. Como mostra o vídeo abaixo, Abel participa, negativamente, de todos os lances de gols do Flamengo:



Até a próxima se Deus quiser!

sábado, 24 de setembro de 2011

Eduardo Ayupe e o Flashback do Futebol

Na manhã deste sábado, 24/09, Eduardo Elias Ayupe Tamiozo, o Du do Colégio Apoio, presenteou os amantes do futebol com várias fotos dos times do Botafogo, Mangueira e Operário. Um verdadeiro "flashback do futebol" com imagens dos anos 40, 50, 60 e 70 que chamaram a atenção de todos que passavam pelo calçadão.

O sucesso foi tanto que várias pessoas ofereceram fotos para que outra exposição aconteça.

Parabéns ao amigo Du que nos proporcionou uma "viagem no tempo".
Esperamos que outro evento desta natureza aconteça o mais breve possível.

Abaixo, algumas fotos apresentadas pelo Du.
Clique nas fotos caso queira visualizar num formato maior.

BOTAFOGO
De pé: Egon, Altamiro, Mamau, Dante, Nardinho, José Verardo e Deacir.
Agachados: Nem Diocrécio, Luiz Carrapeta, Brazinho Peru, Vadinho Louzada e Renato. Mascote é o Hildebrando Fajardo.
1º quadro campeão de 1949 "Torneio Triangular organizado pela Liga Rionovense".

De pé: Juca, Rui, Ari, Bié, Venâncio e Braz "canguru".
Agachados: Bá, Joaquim Medina, Dr. Alpheu, Gabriel Nascimento(meu Pai) e José Júlio.
2º quadro campeão de 1949 "Torneio Triangular organizado pela Liga Rionovense".

1967 - De pé: Antônio Pimenta, Capelinha, Wellington, I Cestaro, Elísio, Zé Américo e Netinho.
Agachados: Edinho Cubu, Márcio Américo, Piorra, Tumbuta e Paulo Pimentel.

OPERÁRIO
1954 - De pé: Gregório, Tininho, Acrísio, +Guti, +Deacir e Ribita.
Agachados: Pulilin, +Olair, +Jair, +Pepé, +Gabriel e Roque.

1967 - De pé: +Gerson, Rosalvo,+Messias, Duda, Esutáquio, Sebatiao Matos, Quirino, Elizio e +Arlindo.
Agachados: Anginho,+Tumbuta, Heleno Nascimento, Piorra, Tista, Hemilson e Carlinho.

1978 - De pé: +Ademir, Deco, Botti, Lema, Maurício e Welington.
Agachados: Anginho, José Carlos, Weber, Zinho e César.
Campeão da Zona da Mata.

MANGUEIRA
De pé: Juarez(técnico), Zezinho Leão, Madéia, Jorge Quintino, +Aloísio, Paulo Afonso Pomba, Leitão, Ari, Nicola e Bimba.
Agachados: Hemílson, Claudinho Manzo, Evandro, Joaquim, Simão, Arruda, Arilson e Eduardo Bezerra.

De pé: Sargento Paulo, Juarez, Telê, Tizil, Carlito, Paulo Afonso Pimentel, Boti e Wellington.
Agachados: Dalmon, Agenor(Jiló), Serginho, Jorge Quintino e Bengó.

Juarez, Julinho Bastos, ? , Sidney(Bidão), Badeco, Maurício, +Bolotinha, Jorge Bengó, Kikin(irmão do Arruda) e Élcio "carioca".
Agachados: Derico, Bolão(irmão do Arruda), Serginho, Plínio, Bacalhau, +Carlinhos Rocha, Mazinho e ? .

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

WANDERLEY LUXEMBURGO: UM BOM LATERAL.

clique nas fotos para ampliar

Vanderlei Luxemburgo da Silva, no dia 10 de maio de 1952, nasceu em Nova Iguaçu no Estado do Rio de Janeiro e ao contrário do que muitos dizem foi um bom, porque não dizer muito bom, lateral.
Aliás, atuava tanto na direita quanto na esquerda. Foi revelado nas catgegorias de base do Botafogo e passou pelo Flamengo 1971 e 1978. Teve dificuldades para se firmar como titular da equipe rubro negra, pois, tinha entre outros concorrentes os incontestáveis Júnior, Rodrigues Neto, Carlos Alberto Torres e +Toninho Baiano.

Na sequência de fotos, o ano de 1972, depois 74 e 77.


Renato, Wanderley, Jaime , Vantuir, Pedro Omar e Rodrigues Neto.
Agachados: Massagista Mineiro, Paulinho, +Geraldo, Doval, Zico e Arilson.

Cantareli, +Toninho, Rondineli, Carlos Alberto, Wanderley e Merica.
Agachados: Osni, P.C.Carpegiani, Luizinho Lemos, Zico e Zé Roberto.

*** Em 1976, valendo pelo campeonato Carioca daquele ano, o Flamengo venceu o Vasco da Gama pelo placar de 3 a1. Wanderley marcou um dos gols.

Só no Blog do Nei Medina você tem a oportunidade de ouvir esta raridade. Waldir Amaral narra o 3º gol do Flamengo marcado por Wanderley Luxemburgo.

Clique no play e vamos voltar no tempo!

" O RELÓGIO MARCA!"




No ano de 1979, Luxemburgo defendeu o Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas. Talvez, de 1976 a 2011, Wanderlei esteja entre os 6 melhores laterais(atuando pela esquerda) deste período. Marinho Chagas(1973/1976), Rodrigues Neto(1977/1978), Wanderley(1979), Marquinho(1989), André Silva(1995) e Bruno Cortês.
Ubirajara Motta, Perivaldo, Ronaldo, Russo, Nílson Andrade e Wanderlei.
Agachados: +Cremílson, Luisinho, Mendonça, Marcelo e Renato Sá.

ASSECE: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

Obrigado pela visita e até a próxima se Deus quiser!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

SANDRO ALVES - UM CONTERRÂNEO NO PAN DO MÉXICO 2011


Nosso conterrâneo Sandro Alves, ex-massagista do time profissional do Fluminense-RJ, e, hoje, atuando na área da Podologia (terapia e tratamento dos pés) será um dos integrantes da equipe médica que acompanhará a delegação brasileira nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara 2011. Sandro atuará tanto como massagista quanto podólogo. Ele integrará a maior delegação que já saiu do Brasil para um evento esportivo.

“Os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 serão realizados entre 13 e 30 de outubro. A delegação brasileira será formada por aproximadamente 800 pessoas, sendo 500 atletas e 300 oficiais. Durante os Jogos, estarão em disputa vagas diretas para Londres nas seguintes modalidades: triatlo, handebol, saltos ornamentais, nado sincronizado, polo aquático, tênis, tênis de mesa, canoagem e tiro esportivo. No judô, hipismo, pentatlo moderno, natação e atletismo, as provas contarão para o ranking internacional ou para obtenção de índices que garantem vagas para os Jogos Olímpicos Londres 2012. Ao todo, o Brasil disputará cerca de 100 vagas olímpicas durante os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011.”
Fonte: esporte alternativo

Parabéns ao nosso amigo Sandro que é um profissional dedicado e competente. Portanto, merece tudo de bom!


Acesse: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

Até a próxima se Deus quiser!

domingo, 11 de setembro de 2011

SIMÃO SATURNINO DA SILVA

Nascido em São João Nepomuceno-MG em 1º de setembro de 1955, Simão Saturnino deu seus primeiros passos no futebol defendendo as cores do Mangueira Futebol Clube.
Para melhor visualização, clique nas fotos para ampliá-las.
De pé: +Madéia, Juarez(técnico), a rainha não identifiquei(ex-namorada do Zezinho), Zezinho"leão", Maurício, Wilma Tzil, Saulo, Força e Luz, Carlos Mauro, Do Boi e Bimba.
Agachados: Sebastião de Paula"leitão", Nicola, Claudinho Manzo, Jorge "Bengó", +Bolotinha, Simão e Milton "do Dengo".

Em 1975 iniciou sua careira profissional vestindo a camisa do Vila Nova-MG.
Também em 1975 assinou contrato com o Radiun de Mococa (São Paulo) onde disputou a divisão intermediária do campeonato paulista.

Em 1979 o grande momento! Teve seu passe comprado pelo Flamengo-RJ. Na oportunidade seu pai Neca Beraldo, ex-jogador do Bangu e Madureira, foi o intermediário para sua transferência junto ao clube da Gávea. O time da Gávea tinha como dirigente o saudoso Domingos Bosco, que era polêmico mas competente.

Neste mesmo ano transferiu-se para a Venezuela, mais precisamente para o Estudiantes de Mérida.

Em 1980, em sua primeira temporada pelo time de Mérida, foi Campeão Nacional.

Saiu carregado nos braços dos torcedores, e pelo belíssimo desempenho em seu primeiro campeonato disputado na Venezuela recebeu o apelido de “ El Diablo Saturnino “.

Em 83, ainda no time de Mérida, disputou a Libertadores da América. Na foto abaixo, tirando cara ou coroa com o capitão do Peñarol do Uruguai.

Ainda na Venezuela, jogou pelo Atletic Zamora.

Na volta ao Brasil disputou o campeonato mineiro de 1987 pelo Tupi de Juiz de Fora-MG. Na foto abaixo, ao lado do saudoso e então presidente do Galo, Maurício Batista de Oliveira, Simão assina o contrato.

Hoje, Simão trabalha como técnico nas categorias de base em Santa Catarina. Em 2007, na categoria juvenil do Joinville Esporte Clube –SC conquistou o título do CITADINO JUVENIL organizado pela Liga Joinvilense de futebol.

Em clima de muita alegria, os jogadores agradeceram a Deus e dedicaram o título ao técnico Simão Saturnino, paizão de todos.

Recentemente, em junho de 2011, como técnico da Sociedade Irineu, Simão conquistou na categoria Sub 17 o troféu que leva o seu nome.

A Sociedade Irineu garantiu o troféu de campeão com o empate por 1 a 1 com o Caxias. O placar começou a ser construído no primeiro jogo, quando o time do técnico Simão Saturnino havia vencido por 2 a 0.

Simão o verdadeiro formador de talentos.

ACESSE: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

Até a próxima se Deus quiser!

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

LUXEMBURGO x TITE - UMA DERROTA CUSTARÁ O CARGO DE TÉCNICO.


Olá amigos!

Com a experiência adquirida ao longo dos anos, posso afirmar que o técnico derrotado no clássico Corinthians e Flamengo que será realizado nesta quinta-feira (08/09) terá grande chance de ser demitido.

O Mengão, que não vence há seis jogos, vive uma de suas piores temporadas além da queda de produção de alguns de seus principais jogadores. O time não vem se apresentando bem e o relacionamento técnico-jogador “parece” não andar lá essas coisas.

No Coringão a coisa não é diferente. Derrotado pelo Coritiva em sua última apresentação(no Couto Pereira pelo placar de 1x0 ) o time do Parque São Jorge viu seus adversários se aproximarem de forma assustadora, sendo que, o São Paulo e o Botafogo ultrapassaram-o somando 41 e 40 pontos respectivamente. O Botafogo supera o Corinthians no saldo de gols.

O Corinthians entrará em campo para enfrentar o Flamengo com a obrigação de vencer, pois, jogará em seus domínios (Pacaembu) além de um adversário meio confuso.

Uma coisa é certa, podem escrever: “A equipe que perder este clássico nacional, além de deixar de conquistar três pontos, também, poderá perder seu comandante. Principalmente se após a partida, na entrevista coletiva, aparecer um dirigente dizendo que o treinador vai continuar até o final do contrato. Pode até ser que a demissão não seja de imediato, mas a "batata vai começar a assar."

Abraço e até a próxima se Deus quiser!

ACESSE: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

sábado, 3 de setembro de 2011

DÉ, O ARANHA!

Domingos Elias Alves Pedra, ficou mais conhecido no mundo do futebol como Dé, o aranha. Nascido em Paraíba do Sul-RJ, no dia 16 de abril de 1948, aos 20 anos era destaque no time do Bangu onde atuou ao lado de grandes jogadores como mostra a foto abaixo. CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR.
Bangu 1968: Mário Tito, Devito, Luis Alberto, Pedrinho, Fidélis e Jaime.
Agachados: Marcos, Dé, Mário Tilico, Fernando e Aladim


No início do anos 70, o kid ligeiro Dé, como era chamado pelo locutor esportivo Edson Mauro, transferiu-se para o Vasco da Gama onde fez dupla de ataque com Roberto Dinamite,o maior artilheiro Cruzmaltino de todos os tempos e atual presidente do clube.

Na foto abaixo, no ano de 1976, destaque para a cabeleira do aranha.


Neste mesmo ano de 1976, campeonato carioca, Dé marcou um gol de cabeça no clássico contra o Flamengo. WALDIR AMARAL narra o gol onde Dé aproveita um cruzamento do lateral Marco antônio(tri campeão mundial 1970). Observe a locução do Waldir Amaral que menciona o nome de Wanderlei(Luxemburg) à epóca lateral esquerdo do Flamengo(reserva do Júnior), Fumançu, Zé Mário, entre outros.

CLIQUE NO PLAY E VAMOS VOLTAR NO TEMPO! O RELÓGIO MARCAR!!!!!!



Seu próximo destino foi o Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas onde permaneceu de 1977 a 1980. Depois transferiu-se para Sporting de Lisboa (Portugal) e Al Helal, da Arábia Saudita.

1978 - Botafogo Ubirajara, Renê, Osmar, Carbone, Rodrigues Neto e Perivaldo.
Agachados: Toucinho(massagista), Gil, Paulo César, Dé, Nilson Dias e Mário Sérgio.


Como treinador, trabalhou no América(RJ), nos Emirados Árabes, nas categorias de base e no time profissonal do Botafogo entre outros clubes.

No ano de 2.000, o jornalista Renato Ferreira e o amigo Marcelo "foguete" Mendonça estiveram em General Severiano e encontraram Maurício, carrasco rubro-negro em 1989, juntamente com o Aranha(foto abaixo).

Esta é a nossa homenagem ao "esperto", "kid ligeiro", "aranha"... O nosso Dé.

Acesse: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

Até a próxima se Deus quiser!