terça-feira, 30 de agosto de 2011

AYRTON SENNA e NELSON PIQUET


Quem de nós nunca acordou as 3 da madruga para assistir um grande prêmio de fórmula 1?
Confesso que na minha infância/juventude não gostava deste esporte. Mas em 1978, tinha 14 anos, meu saudoso Pai comentou o seguinte: “Tem um brasileiro aí, um tal de Nelson Piquet, que larga em último lugar e chega sempre entre os 10 primeiros. O carro não é bom mas o cara é valente.” Ele tinha razão. Piquet foi tri campeão de fórmula 1 vencendo os campeonatos de 1981 / 83 e 87. Importante destacar que seus adversários eram, na sua grande maioria, pilotos talentosos como: Alan Jones, Carlos Reutemann, Eddie Cheever, Ayrton Senna, Michele Alboreto, John Watson, Andrea de Cesaris, Elio de Angelis, Nigel Mansell, Alain Prost, René Arnoux, Fittipaldi, Keke Rosberg, Mario Andretti, Bruno Giacomelli, Jean-Pierre Jarier, Jean-Pierre Jabouille, Patrick Tambay, Jacques Laffite, Gilles Villeneuve, Didier Pironi, Riccardo Patrese, Jacques Villeneuve, entre outros.

PIQUET ULTRAPASSANDO SENNA.




Nesse “meio tempo” veio chegando Ayrton Senna o nosso maior ídolo na fórmula 1(bom, pelo menos o meu). Também tri campeão mundial de fórmula 1 - 1988, 90 e 91. Senna, como Piquet, teve pela frente pilotos de altíssima qualidade como: Nigel Mansell, Riccardo Patrese, Gerhard Berger, Alain Prost, Nelson Piquet, Jean Alesi, Stefano Modena, Andrea de Cesaris, Pierluigi Martini, Michael Schumacher, J.J. Lehto, Mika Hakkinen, Martin Brundle, entre outros.

VEJA AYRTON SENNA PILOTANDO NA CHUVA. ESPETACULAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



AS MESMAS ULTRAPASSAGENS, AGORA DE DENTRO DO CARRO DO SENNA.




Mas por que estou falando deste assunto? É simples! Eu já estou cansado, desanimado, não de acordar às 3 horas da manhã, mas sim de assistir a qualquer prova de fórmula 1 para torcer pelos brasileiros. Como disse no início da matéria, Piquet e Senna, mesmo sem carros competitivos, sempre chegavam às primeiras colocações, mesmo tendo adversários duríssimos pela frente.

Já o nosso Barrichello teve a oportunidade de pilotar uma Ferrari e o máximo que conseguiu foi um vice campeonato. Está certo que o Schumacher era imbatível, mas o nosso Rubinho também teve outro carro competitivo ( Brawn ) e repetiu o vice. O Senna e o Piquet eram pilotos frios, mas, pilotavam eletricamente. Já o Barrichello, é “pé frio”.

E o Felipe Massa? Até parece que vai. Confesso que torço muito por ele, mas ultimamente está dificílimo.

Pena que Nelson Piquet Júnior (Nelsinho Piquet) não foi muito feliz em sua passagem pela fórmula 1. Resta-nos torcer pelo Bruno Senna. Sobrenome ele tem!


Acesse: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

Até a próxima se Deus quiser.

0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário