quarta-feira, 15 de junho de 2011

FUTEBOL DE SÃO JOÃO, CADÊ VOCÊ?

De pé estão: Técnico Juarez Cardoso , Tulinha. Kilin, Robson, Roberto, Bezerra, Tarciso e um diretor. Agachados: Zé Luís, Sebastião Carlos, Lió, +Tico do Bandaia e Natinho.
Clique nas fotos para ver em maior tamanho.

Amigo leitor! No blog de hoje gostaria de analisar o que vem acontecendo, ao longo dos anos, com os talentos do futebol de São João Nepomuceno. A partir dos anos 90 tivemos muitas dificuldades para formar uma boa equipe para representar o Município. Principalmente, com jogadores chamados de “pratas da casa”. Mas, para isto, precisarei voltar no tempo e destacar alguns nomes que brilharam no futebol amador e profissional como: Heleno de Freitas, Renê de Mendonça, Alírio Guazi(Baçu), Neca Beraldo, Piorra, Messias, Tumbuta, Simão, Claudinho Manzo, Wellington Fajardo(Etinho), Zeca, Zé Luiz, Nabor, Adil, Ayupe...

Não estou aqui questionando o trabalho realizado na disputa da 11ª Copa Panorama de Futebol Regional. Somente me pergunto: onde estão os garotos que até os anos 90 formaram grandes equipes em nossa cidade? Recordo-me que em 1982 tivemos nosso representante com um elenco de aproximadamente 20 atletas. Sendo, o meu amigo e craque de bola, Sebastião Carlos de Rochedo o único “estrangeiro”. Na oportunidade, fizemos bonito no campeonato de juniores organizado pela Federação Mineira de Futebol. O resultado deste sucesso veio logo em seguida onde o Zé Luiz e o Kilin passaram a fazer parte do elenco de juniores do Cruzeiro e o Zerli, Lió e o Tico do Bandaia para o Atlético Mineiro. Robson Magalhães foi para o Flamengo, o Aírton “caloviti” já estava lá e o Periquito no Botafogo-RJ... A foto que abre este blog traz o time titular comandado pelo competente Juarez Cardoso.

Nesta mesma época, o Botafogo comandado pelo saudoso José Maria Gomes da Silva, trazia em suas categorias de base uma safra de ouro. A começar pelo time de juniores que tinha em seu elenco grandes craques, como mostra a foto abaixo:
De pé estão: José Maria Silva, De Barros, Carlinhos, Bezerra, Tulinha, Kilin DP, Zerli, Fank, Nei e Cacau.
Agachados: Paçoca, Serginho Marchiori, Marto Banguelinha, Aírton caloviti, Márcio Carrada, Natinho, Periquito, Geraldo Bengo e Tabajara Martins.

Na categoria juvenil, mais uma equipe do mesmo nível.
De pé estão: José Maria, Roberto Isaías, Jerônimo Serpa, Geraldo Rabelo, Danilo Castro, Lió, Léo Louzada, Zuza, +Marcelino e +Cacau.
Agachados: +Jadir, João Carlos Ricci, Geonelli, Adil, Kim, +Tico do Bandaia, Genezinho, Waguinho e Chocolate.

No infantil não era diferente!
De pé, da esquerda para direita estão: José Maria, Josemar, Fernando Bovoy(Chita), Neil Pereira, João Carlos, Nabor, Geraldinho e Adriano Rossi.
Agachados: Felipe Girard, Luís Carlos da Costa(Cacalo), Sidney, Fabinho Girard e Mãe Leandro.
*** Nesta foto está faltando o Fernando de Lélis(Kibil), hoje excelente narrador esportivo.

Naquela época treinávamos de terça a sexta e jogávamos aos sábados e domingos. Representávamos nossa cidade e não fazíamos feio. Muitas vitórias! Uma delas contra o Mineiro de Santos Dumont, na casa do adversário; muitos resultados positivos sobre Vesúvio de Maripá, Tibério de Guarani, Sport de Bicas, XV e Prainha de Rio Novo, Pombense e América do Pomba...

Vale lembrar que o Operário, campeão da Zona da Mata em 1978, tinha no seu time titular 7 (sete) jogadores de São João como mostra a foto abaixo.
De pé: Ademir, Deco, Botti, Lema, Maurício e Wellington.
Agachados: Anginho, José Carlos, Weber, Zinho e César.

Uma coisa é certa: a saída do Botafogo e, praticamente, do Mangueira do cenário futebolístico, além da participação do Operário em uma ou outra competição, contribuíram, e muito, para a estagnação do nosso futebol.

Fica a pergunta: será que já não é hora de termos estádios com iluminação artificial? Será que está parceria com o Poder Público para a participação na Copa Panorama poderia estender para competições futuras como o Regional de Cataguases, Regional de Ubá e, também, no campeonato amador organizado pela Federação Mineira de Futebol? Será que estes meninos que fizeram parte do elenco que disputou a Copa Panorama ( Michel Gielo, Juninho PC, Odair, Carlos “beiço”, Marcos Vinícius “chiqueirinho” poderiam ser a base deste novo time?...

São João Nepomuceno: um celeiro de craques. Não podemos deixar que esta frase mude para: São João Nepomuceno que foi um celeiro de craques.

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser.

ACESSE: www.sjonline.com.br e leia a coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina.

Um comentário:

  1. Não seria mais interesante e correto que a Prefeitura em vez de apoiar e patrocinar uma seleção da cidade fizesse isto com os clubes que tem história, tradição e foram constituidos para a prática do esporte, assim como acontece com as cidades vizinhas como Rio Novo, Bicas, Rio Pomba e etc, e teríamos talvez uma ou duas equipes disputando a copa Panorama e outros regionais além do proprio campeonato da cidade, e que se revezasse este apoio logistico e financeiro entre Mangueira, Botafogo e Operario, e se revezando de ano a ano com cada um se o problema for de escolha ou por questões políticas

    ResponderExcluir