terça-feira, 29 de março de 2011

TUPI de SÃO JOÃO NEPOMUCENO-MG


CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR

Dando seguimento em um dos objetivos deste blog, anexamos uma foto de um dos melhores times que São João já teve. O saudoso Badaró, um apaixonado pelo Tupi, formou nos anos 70 uma verdadeira seleção.
Aproveito para deixar uma pergunta:
- será que um dia teremos novamente o privilégio de vermos em nossa cidade times de futebol com este nível de jogadores? O que precisamos mudar para que isso aconteça? Será que já não está passando da hora de possuírmos campos com iluminação para realizarmos treinamentos à noite? Visto que, hoje, a maioria dos jovens estão trabalhando para ajudar em casa, impossibilitando as atividades esportivas na parte da tarde e durante a semana.

De pé, da esquerda para direita, estão: Ademir da lalá, Bim, Oscar Itaboray, Antônio José, Maiado, Emílio Vitói, Nazareth, Elízio, Neuza, Maria José Abreu e +Badaró.
Agachados: São, +Adauto Maio, Piei, Zé Descoberto "Filho", Chinêgo do açougue, Wanderlei Rodrigues "Delei do Descoberto", não identifiquei, Mazinho e Geraldo Domingos dos Santos "Dem".

Abraço ao amigo Dr. Luis Présia Peres, um incentivador deste espaço.

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser.

domingo, 27 de março de 2011

EM ALGUM LUGAR DO PASSADO


Meu objetivo na internet é RESGATAR A MEMÓRIA DO ESPORTE. A partir de hoje, postarei fotos históricas do nosso futebol; em especial o esporte de São João Nepomuceno - MG

Abrindo este quadro, EM ALGUM LUGAR DO PASSADO, destacaremos um trio de arbitragem que fez muito sucesso em nossa cidade e região. Na foto acima, da esquerda para direita, Neide Rodrigues Pereira, Luís Quirino de Freitas e Irã Louzada Filho - Anos 70.

DETALHE: na oportunidade o Neite e o Irã foram auxiliares, mas também atuavam como árbitro principal.

Abraço a todos e até a próxima foto, se Deus quiser.

SPORTV - UM NOCAUTE NO TELESPECTADOR


Sempre acompanhei as lutas de boxe pela TV. Sugar Rey Leonard, Evander Hollyfield, Julio Cesar Chaves, Mike Tayson e porque não dizer Adilson “Maguila” Rodrigues.
Apesar de assistir todas as categorias, dava preferência para as lutas de peso pesado. Inicialmente, pela TV Bandeirantes com narração de Luciano do Valle e comentários de Newton Campos, depois na Globo com Galvão Bueno e/ou Cléber Machado e comentários de Servílio de Oliveira.
Na luta do dia 25 de março o brasileiro Michael Oliveira de 20 anos 13 lutas, 100% de vitórias sendo 11 nocautes, defendia o título interino do Conselho Mundial de Boxe, da categoria super médio (76kg), contra o Argentino Abel Ariel de 21 anos, 10 lutas nenhuma derrota e 2 vitórias por nocaute.
Não me recordo de ter visto uma luta onde o locutor ou o comentarista me incomodasse tanto "colocando panos quentes" no que diz respeito a condição física de um pugilista. O competente Sérgio Maurício e o comentarista Daniel Fucs insistiam em dizer que o pugilista brasileiro estava sem mobilidade, com a cintura dura...
Como podemos observar na foto que ilustra este blog o lutador Argentino (a direita) mostrou um físico de atleta profissional, enquanto o brasileiro se apresentou com massa muscular zero, dando a impressão que estava acima do peso (gordo), tornando-se um alvo fixo para o Argentino que bateu do início ao fim.
Não há duvidas que o brasileiro mostrou-se muito seguro e com boa técnica, mas nenhum ser humano, com mais segurança e técnica que tenha, suportaria um direto no queixo. Por sorte, o Argentino não consegui acertar esse direto, e “injustamente” o brasileiro venceu por pontos.

Para não dizer que a transmissão foi totalmente desastrosa, o comentarista Daniel Fucs foi categórico e feliz ao afirmar que na sua contagem a vitória foi do Argentino. Na minha também!

Para finalizar, digo que continuo admirando o trabalho do Sérgio Maurício que é um ótimo locutor e também apresentador de programa de esporte (Esportvisao na TVBrasil)

Abraço a todos e até a próxima, se Deus quiser.

sábado, 19 de março de 2011

MURICY RAMALHO: “DEBAIXO DESTE ANGU TEM CAROÇO!”

No dia 24 de julho de 2010 escrevi neste mesmo blog um texto com o seguinte título: MURICY, DECISÃO CERTA OU ERRADA? Referindo-me a recusa do convite para dirigir a seleção brasileira de futebol. Com certeza, contra gosto.

O fato é que o Muricy mesmo tendo sido campeão brasileiro de 2010, e com reais chances de vencer a Taça Rio e o campeonato Carioca, ainda com possibilidades de avançar na Taça Libertadores e com um dos melhores elencos do futebol brasileiro, mesmo assim, ele “ pediu o boné ”.

O que, realmente, levou o Muricy a entregar o cargo? Ele que sempre honrou seus contratos até o final. E na maioria das vezes que saiu antes do encerramento do mesmo, foi por conta de decisão da diretoria dos clubes que treinava. O que aconteceu?

Muricy disse que tinha ratos nos vestiários das Laranjeiras. Se esse era o problema, solicitasse uma dedetização. Será que foi a mudança de Presidente? Ele se dava bem com o Dr. Roberto Horcades, mas com a eleição do Peter Siemsen as coisas começaram a mudar. O que é difícil de entender é que o Muricy foi demitido, ou entregou o cargo, (agora já não sei mais) na sexta-feira, dois dias antes do Fla-Flu. Pode isso?

Muricy apático no FLA-FLU


O certo é que o Muricy é um excelente líder e em pouco tempo estará comandando um grande time do Brasil ou do Exterior. No Brasil o Santos é o favorito.

A verdade é que o torcedor é o último a saber. São tomadas decisões no “apagar da luzes”. As diretorias contratam e rescindem contratos, muitas vezes, com Presidentes ou Diretores levando vantagens. É empresário ditando as regras dentro do clube, empregando treinadores e escalando jogadores.

Mas, como sugere o título do blog de hoje... Se existe algum caroço debaixo deste angu, mais cedo ou mais tarde saberemos. Mas que tem, tem!

Muricy vibrante como sempre foi.


Abraço e até a próxima se Deus quiser!

quarta-feira, 16 de março de 2011

RONALDO DA COSTA, NOSSO CAMPEÃO!

Deputado Wellington Luiz faz homenagem ao atleta Ronaldo da Costa.

" O atleta mineiro e maratonista, Ronaldo da Costa, foi homenageado neste dia 15 de março, em Plenário, pelo deputado Wellington Luiz (PSC).
O vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Dr. Michel (PSL), que presidia a sessão ordinária, interrompeu os trabalhos para que aquele parlamentar realizasse seu discurso de louvor à atuação do maratonista, que está morando em Ceilândia.
"É motivo de orgulho para Brasília receber um atleta da sua qualidade", disse Wellington, ao lado de Ronaldo da Costa, que foi o vencedor da São Silvestre, em 1994."

Aproveito o momento e acrescento que Ronaldo da Costa é natural de Descoberto-MG mas seu coração também é São-Joanense.
Destaco a carreira vitoriosa de nosso talentoso RONALDO DA COSTA:

Bi-campeão do Troféu Brasil de Atletismo 93/97; tetra-campeão da Meia Maratona da Travessia da Linha Vermelha-RJ; bi-campeão Sul-Americano de Corridas de Rua; medalha de BRONZE no Mundial de Meia Maratona de OSLO na Noruega; campeão da Sexta Maratona New Bance - Argentina - 93; campeão Ibero-americano Mar Del Prata - Argentina; campeão da corrida Internacional de São Silvestre - 94; campeão da Corrida Internacional San Fernando - Uruguai; campeão da Corrida Internacional de Manaus - Brasil; medalha de OURO no campeonato sul-americano de atletismo; recordista Mundial da Maratona 98 com o tempo de 02:06:05 - Berlin - Alemanha; medalha de bronze Jogos Pan Americano de Mar Del Prata-Argentina 1995 (10km); participou das Olimpíadas de Atlanta 1996 - EUA (10km). UFA, UFA!!!!!!!!

Que Deus continue iluminando seus passos!

Abaixo, Ronaldo, literalmente voando, em Atlanta 1996


Até a próxima se Deus quiser.

domingo, 13 de março de 2011

GERALDO RABELO NO GIRO DA BOLA

Um dos melhores goleiros de nossa região será destaque da coluna de esporte NO GIRO DA BOLA com Nei Medina que será publicada esta semana no site www.sjonline.com.br.

Enquanto aguardamos a publicação/atualização da coluna, abaixo, algumas fotos do nosso goleiraço.

OBS. AS FOTOS NÃO ESTÃO IDENTIFICADAS. A MAIORIA DOS ATLETAS TODOS CONHECEM, MAS, AINDA ESTA SEMANA, IDENTIFICAREI UM A UM.

Abraço a todos.

CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR

BOTAFOGO ADULTO


BOTAFOGO JUVENIL


BOTAFOGO INFANTIL


MANGUEIRA 1996


GERALDINHO E NICA


GERALDINHO E KILIN DE 1980 PRA CÁ, O MELHOR ZAGUEIRO DE SÃO JOÃO QUE VI JOGAR.


TIBÉRIO DE GUARANI - DE BARROS É O 1º DE PÉ


SELEÇÃO DE SÃO JOÃO - SÓ CRAQUE 1987 JOGO CONTRA O JUNIOR DO VASCO. AYUPE, BISMARK, WILLIAN...



GERALDINHO, MANÉ LEANDRO E O SAUDOSO CRACAÇO TICO DO BANDAIA

GERALDINHO, MANÉ LEANDRO E O SAUDOSO CRACAÇO TICO DO BANDAIA


WWW.SJONLINE.COM.BR
NO GIRO DA BOLA - RESGATANDO A MEMÓRIA DO ESPORTE

quinta-feira, 10 de março de 2011

quarta-feira, 9 de março de 2011

GERALDO RABELO - o goleiro Geraldinho

Na próxima publicação da coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina no site www.sjonline.com.br, destacaremos a carreira de um dos melhores goleiros que nossa região já conheceu. Trata-se de Geraldo Rabelo ou Geraldinho, como é carinhosamente chamado pelos amigos.

Depois da matéria publicada, anexarei algumas fotos do grande goleiro. Agora, somente um aperitivo. CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR.

José Maria Silva, Robson Magalhães, Geraldinho, Ninha Itaboray, Aílton Magalhães, Nabor, João Carlos, Jerônimo Serpa, Josemar, "Pantera" e João Ranna.
Agachados: Fabinho "Floreti", Neil Pereira, "Mané" Leandro, Aírton "caloviti", Lió, Geraldo César de Oliveira Pinto "Periquito", Adriano Rossi, Domingos Sávio "Savinho" e Lico "caverna".
Operário Futebol Clube - 1983

Abraço a todos.

sábado, 5 de março de 2011

ALÍRIO GUAZI, BASSU

NOME: ALIRIO GUAZZI
APELIDO: BASSU.
Nascido em 14 de agosto de 1934 na cidade de São João Nepomuceno - Minas Gerais
Faleceu em 28 de novembro de 2006 - Curitiba - PR
Filho de Carlito Ricardo Guazzi e Aguinalda Andrade Guazzi.
Casado com Walderez Prado Guazzi.
Teve dois filhos: Ricardo Prado Guazzi e Rosane Prado Guazzi.
Quatro Netos: Cristiano, Danyelle, Paulo, Thays.

Em pé Clovis,. Vitor, Lafayete, Duque, Castilho e Bassu; agachados vemos Telê Santana, Didi, Atis, Valdo e Escurinho

Depois de Heleno de Freitas e Renê Mendonça, ambos no Botafogo-RJ, quem brilhou no cenário nacional foi Bassu.
Seu pai, o Sr. Carlito, era pedreiro, entre uma obra e outra, construiu a sede do Mangueira F.C. (a família residia atrás da sede rubra, uma morada de dois andares). Bassu trabalhou na extinta Fábrica de Tecidos Sarmento como servente de pedreiro. Tinha um excelente porte físico, sendo muito importante em sua carreira. Em sua Terra Natal defendeu o Mangueira F.C.
Com a importante colaboração do meu amigo Marcelo Dieguez, Jornalista e Historiador que reside no Estado do Paraná, relatarei alguns detalhes da carreira do nosso conterrãneo. Acesse http://www.marcelodieguez.com.br e saiba mais sobre Bassu e outros jogadores do passado.

Em 1953 foi para o Fluminense. Em sua chegada ao Tricolor das Laranjeiras um fato curioso chamou atenção de seus conterrâneos. Bassu foi convidado a treinar contra a Seleção Brasileira, pois, o treinador do Fluminense era o Zezé Moreira, que também treinava a seleção brasileira, e na oportunidade levou alguns jogadores do Fluminense para um coletivo contra nosso selecionado. Aqui em São João, alguns torcedores ficaram confusos, achando que Bassu tinha sido convocado para Seleção Brasileira.

Tetracampeonato de Aspirantes no Fluminense.
Em pé: Rivaldo, GIl, Lafaiete, Pingela, Getúlio, Jairo, Bassu e Bené.
Agachados: Milton, Ceninho, Ramiro, Marinho, Basílio, Osvaldo e Vitor.


Em 1955, Bassu era um dos principais jogadores do time do Fluminense (vide foto que incia este blog) na oportunidade jogava ao lado de feras como Castilho, Telê Santana, Didi, Valdo e Escurinho.


DIZEM que sua trajetória no time tricolor terminou após um amistoso no Ceará. O Fluminense foi convidado para uma partida amistosa contra o Fortaleza. Como era um jogo amistoso, Pirilo, que estava no comando técnico do Fluminense, poupou alguns titulares, entre eles o nosso Bassu. Faltando três minutos para o término do jogo, Pirilo ouvindo a torcida gritar por seus ídolos, olhou para o banco de reservas e chamou Bassu para entrar no jogo. Lamentavelmente, Bassu se recusou a entrar. Tal atitude foi determinante para a diretoria negocia-lo. Foi vendido ao Guarani de Campinas.
Bassu começou sua carreira no juvenil do Fluminense em 1953 e terminou no Atlético Clube de Paranavaí - PR, em 1973.
Clubes onde atuou: Fluminense-RJ, Guarani-SP, São Bento-SP, Noroeste de Bauru-SP, Ferroviária-SP, Atlético Clube de Paranavaí-PR.

NOROESTE DE BAURU-SP 1960

Em pé:Adesio, Navarro, Viana, Ademar, Pacheco e Bassu;
Agachados: Batista, Zé Carlos, Castelo, Leal e Valdo.

Para finalizar, uma foto do último clube defendido pelo Bassu. Paranavaí-PR 1967

em pé: Mirão, Ditinho, Eraldo, Raimundinho, Valter Melo, Bassu e Osmar.
Agachados: Greco, Voily, Helio, Victor e Bispo.


Até a próxima, com a Graça de Deus.

terça-feira, 1 de março de 2011

CLAUDINHO MANZO! UM MAESTRO DO FUTEBOL!

O título acima é destaque da 42ª edição da coluna de esportes NO GIRO DA BOLA com Nei Medina, que foi publicada pelo site www.sjonline.com.br.

Trata-se de Claudinho Manzo, ex-atleta de rara habilidade, inteligente, clássico e com enorme visão de jogo. Claudinho era jogador de meio campo, articulador de grandes jogadas que sempre deixavam seus companheiros em condições de estufarem as redes dos goleiros adversários.

Não deixe de ler a coluna. Além do Claudinho, no tópico FLASHBACK DO FUTEBOL, tem Joanilson do Vale narrando um gol do Botafogo, 07 de julho de 1974, na decisão do turno do campeonato Municipal. Botafogo 1x0 Mangueira.

Veja outras fotos do craque em ação.

Zim Caeira e Claudinho


Anísio “ronqueira”, esqueci o nome, Tizil, Geraldinho, Barriquinha, Aloísio, Júlio, Nazaré, Chimbria e Martho “Banguelinha”.
Agachados: Kelé, Quinzinho, Bolotinha, Claudinho, Wilsinho, Zim Caeira e o irmão do Itinha, também, esqueci o nome. Caramba!


José Maria Antunes, Nicola, Tabajara Martins, Aloísio Pinton “zói”, Eduardo Bezerra, Heleno Pereira “leninho”, Wilma Hitaboray “tzil”, Júlio Anselmo Louzada “Julinho”, João Batista “titica”, Maurício bluneu, Zim Caeira, Bolotinha, Nazaré e José de Arimatéia.
Agachados: Lêda Soares irmã do Totonho “maraca”, Francisco Ribeiro, José Maria “foguete”, Luiz Carlos Ranna “ o artilheiro Caia”, Carlos Alberto Soares “Betinho”, Jorge Medina “ Jorge Quintino”, Maurílio “batuta”, Márcio Verardo Soares “bacalhau”, Claudio Roberto Manzo “Claudinho”, Aécio “batuta”, Heleno Louzada “dola” e Altamiro.


Bolote, Tizil, Braz Canguru, Aloísio, Júlio, Quinzinho e João Gato.
Agachados: Chimbria, Barrica, Piei, Claudinho, Savinho e Zim Caeira.


Milton do Dengo, Jadir, Chimbria, Tizil, Quinzinho, Júlio, Jorginho e João Gato.
Agachados: Bolote, Barrica, Savinho, Claudinho, Piei e Zinho.


Claudinho


Claudinho


Wellington Hitaboray, Ademir da Lalá, Maurício Bluneu, Saulo, José Carlos “orelhinha”, Quinzinho e Marco Antônio “Major”.
Agachados: Bolote, Anginho Rigolon, Claudinho, Tonho Machado, Carlinho “Mário Kemps”, Fernandinho e Savinho.