domingo, 7 de novembro de 2010

51 ANOS SEM O CRAQUE GALÃ - HELENO DE FREITAS



Nascido em São João Nepomuceno no dia 12 de fevereiro de 1920, Heleno de Freitas faleceu em 08 de novembro de 1959. Portanto, neste 08 de novembro de 2010 estamnos completando 51 anos sem o "galã de chuteiras".
Craque, mito, técnico, habilidoso, craque galã... Inúmeros foram os adjetivos dados ao nosso conterrãneo mais ilustre. Jogador do Botafogo-RJ entre os anos de 1940 e 1947, Heleno nunca foi campeão vestindo a camisa alvinegra. Estreou em 28 de abril de 1940, em São Januário, entrando no intervalo do jogo para substituir Carvalho Leite, o maior artilheiro do Botafogo de todos os tempos. O jogo contra o São Cristóvão estava zero a zero e treminou 2 a zero para o Fogão com 2 gols do Heleno.
Em 1944, era o capitão da equipe e o principal jogador do Clube da Estrela Solitária. Neste mesmo ano, teve sua 1ª convocação para seleção brasileira. Também em 44, participou da histórica partida em que o Glorioso venceu o Flamengo pelo placar de 5 a 2. Heleno marcou 2 gols neste jogo (10/09/1944), que ficou conhecido como o JOGO DO SENTA(jogo do senta, porque o jogo foi encerrado aos 31’ do 2° tempo, por causa dos protestos dos jogadores do Flamengo após o quinto gol do Botafogo marcado por Geninho. Os jogadores rubro-negros acreditavam que a bola não entrara e sentaram em campo). E a torcida do Botafogo gritava: "senta para não perder de mais".
Em 1945 disputou o Sul Americano em Santiago do Chile. O Brasil não foi campeão, mas Heleno foi o artilheiro do Brasil num ataque poderoso que contava, além do Heleno, com: Tesourinha (Inter-RS), Zizinho (Flamengo), Jair da Rossa Pinto e Ademir de Meneses (ambos do Vasco da Gama).
Voltou a se destacar no Sul Americano da Argentina(1946). Na maior transação financeira envolvendo um jogador de futebol até aquela data, em 1948, Heleno foi vendido ao Boca Juniors da Argentina. Sua estréia foi em junho de 1948, na oitava rodada do campeonato Argentino. O Boca venceu o Banfield Atletico Clube por 3 a zero e Heleno marcou 2 gols. Ao final da partida os torcedores ao invés de gritar boca, boca, boca, gritava Heleno, Heleno, Heleno.
Em 1949, volta ao Brasil para ser campeão carioca pelo Vasco da Gama, no famoso "Expresso da Vitória". Em 1950 defende o Atlético Júnior Barrranquilla da Colômbia.
Retorna ao Brasil em 1951 para fazer um único treino no Santos e posteriormente ser contratado pelo América-RJ. Estreou no "Mequinha" em 04 de novembro de 1951 contra o São Cristóvão. A América perdeu por 3 a 1, e foi a 1ª e última vez que Heleno vestiu a camisa do América; e também, a 1ª e única vez que pisou no gramado do maracanã como jogador profissional.

"HELENO DE FREITAS FOI MEU MAIOR ÍDOLO, MESMO NUNCA TÊ-LO VISTO JOGAR". Márcio Guedes - Jornalista.

2 comentários:

  1. Oi Thereza! Obrigado por comentar no blog.
    Heleno contraiu sífilis e não tratou da doença. Morreu em Barbacena-MG
    Abraço.

    ResponderExcluir