quinta-feira, 16 de setembro de 2010

FAHEL - UM É MUITO, DOIS É DEMAIS



Depois do jogo contra o São Paulo, fiz questão de elogiar a atuação do Fahel. Jogador que sempre critiquei, juntamente com Alessandro, Lúcio Flávio, Túlio Souza, Vítor "impedimento" Simões... Mas, ontem, na derrota de 4 a 1 para o Goiás, o Fahel voltou a apresentar aquele futebol medíocre, com muitos passes errados, somente bolas para o lado, além de um gol contra (atrapalhou o Jeferson). "A esmola quando é demais o Santo desconfia!" Contra o São Paulo foi bom demais, mas como disse neste mesmo blog, dias atrás "espero que daqui pra frente o Fahel apresente um futebol digno das tradições da Gloriosa camisa alvinegra". Mas, infelizmente, tudo voltou ao normal. Como a foto que ilustra este blog, o futebol do Fahel tem dois comportamentos, um dia se apresenta como um jogador voluntarioso, em outro como um "cabeça de bagre".

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser.

0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário