segunda-feira, 21 de junho de 2010

21 depois de 21




Neste dia 21 de junho estamos completando 21 anos referente a conquista do campeonato carioca de 1989. Na oportunidade, estávamos num jejun de 21 anos sem vencer o Estadual.
Como já deu para perceber, o 21 faz parte da história alvi negra, pois o Botafogo não vencia um carioca há 21 anos. O jogo decisivo contra o flamengo foi no dia 21. O único gol da partida saiu aos 12 minutos do segundo tempo ( 12 é igual a 21 ao contrário ). No placar eletrônico o termômetro marcava 21 graus. O lance do gol foi uma jogada de Mazolina ( 14 ) que cruzou para Maurício ( 7 ) marcar ( 14 + 7 = 21 ). Portanto, estamos completando 21 depois de 21. Que até virou livro, pois será lançado, hoje, na sede do glorioso, o livro 21 depois de 21 escrito pelos jornalistas Paulo Marcelo Sampaio e Rafael Casé. Será uma festa espetacular que contará com a presença da maioria dos atletas que participaram daquela conquista.
Abaixo, texto sobre a conquista de 1989.

“O Campeonato Carioca de Futebol de 1989 foi vencido pelo Botafogo em uma decisão em melhor de quatro pontos (naquela época a vitória valia 2 pontos e o Botafogo foi campeão com 1 vitória, 1 empate e 1 ponto extra pela melhor campanha nos 2 turnos do campeonato). O Botafogo contou com heróis como Maurício de Oliveira Anastácio, ponta-direita e herdeiro da Gloriosa Camisa 7 de Garrincha, a zaga sólida com Mauro Galvão e Wilson Gotardo, o famoso lateral Josimar, o folclórico camisa 10 Paulinho Criciúma e, na arquibancada, a torcedora que virou símbolo do clube, Sonja (A Gandula que chorava e vibrava com o time da Estrela Solitária).
O Botafogo terminou o campeonato de forma invicta e garantiu o direito de participar da final por ter sido vencedor da Taça Rio e por ter somado o maior número de pontos do campeonato. Como adversário enfrentou o Flamengo, campeão da Taça Guanabara, que tinha Telê Santana como técnico e estrelas do porte de Bebeto, Aldair, Leonardo, Jorginho, Zinho e Zico (aliás, este foi o último campeonato carioca do Zico).O primeiro jogo da final terminou empatado em 0x0 e no segundo jogo, no dia 21 de Junho de 1989, aos 21 minutos do segundo tempo, o jogador Maurício (camisa 7) marcou o gol da vitória e do campeonato.
Porém, o jogo mais emocionante ocorreu no 2º turno, no dia 07 de maio, contra o próprio Flamengo. No início do segundo tempo o time do técnico Telê Santana já estava ganhando por 3x1, o que levou ao comentarista da TV Educativa do Rio de Janeiro, que televisionava o jogo, Januário de Oliveira, a afirmar: "cai o último invicto do campeonato carioca". Porém, graças a um gol contra do flamenguista Gonçalves (que depois viria a defender e ser campeão com o Botafogo em 1990 e 1997) e a uma reação espetacular, o Botafogo empatou o jogo no finalzinho, manteve a invencibilidade e abriu caminho para o campeonato depois de 21 anos de jejum (o Botafogo também teria a ajuda do Vasco de Paulo Roberto, que derrotou o Flamengo na última rodada e garantiu o título da Taça Rio para o Botafogo).”
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.





Na foto acima, Maurício o carrasco rubro-negro.

0 comentários:

POSTAR UM COMENTÁRIO

Postar um comentário