domingo, 27 de julho de 2014

Operário Futebol Clube – Uma conquista histórica - Campeão da Zona da Mata Mineira -1978.

Netinho Soares(técnico), Arnô e Parreira(Diretores), +Frankilin, Tizil(não jogou a competição), Paulo Afonso, Bruneu, Aílton, Deco, Anginho, Botti, Elízio(não jogo a competição), +Ademir e Welington.
Agachados: Samarone, +Bolotinha, +Bengó, +Gigio, Zim Caeira, Zé Carlos, Carlinhos, César e +Gasolina(massagista). O mascote é o Weber Martins, Webinho do Carlos Mauro.

Inédito, histórico, espetacular, emocionante... Realmente, como “dublê de repórter esportivo”, foi uma superação. Talvez, minha melhor matéria desde o início deste trabalho de “resgate da memória esportiva”. Fui atrás dos heróis daquela conquista de 1978, e encontrei a maioria dos atletas: José Carlos Santiago(Zé Carlos orelhinha), Cláudio Agripino(Deco), Edson Gonçalves Mendes(Samarone), Ângelo Rigolon(Anginho), Paulo Afonso Pimentel, Aílton Barbosa de Magalhães, José Roberto Botti Filho(Botti), Maurício Bernardo(Maurício Bruneu), Welington Itaborahy, Carlos Agripino(Carlinhos Mário Kemps), Zim Caeira e César. Não encontrei com o Weber, autor de um dos gols da grande decisão e, também, Élzio Manzoni, o Lema. Já falecidos: o goleiro  Frankilin, Ademir “da lalá”, “Bolotinha”, Zezé”oncinha”, Jorge”bengó”, Sebastião”gigio”, o técnico Dulcído Soares(Netinho Soares) e o massagista “gasolina”.
Trinta e seis anos se passaram desde a fantástica conquista. Este título de  Campeão da Zona da Mata-1978, é a mais importante façanha da história do Verdão do bairro São José. Até os dias atuais, a nível regional, nenhuma outra equipe de São João Nepomuceno conseguiu tal feito.
Foi uma competição do mais alto nível, organizada pela Liga de Futebol de São João Nepomuceno em parceria com a Liga de Além Paraíba. Cada Liga comandou uma chave com 8 equipes dos mais tradicionais Clubes da Zona da Mata Mineira. Entre eles, além do Operário, participaram o Ribeiro Junqueira de Leopoldina, União de Cataguases, Ideal de Recreio, Independente de Além Paraíba, ABCR de Juiz de Fora, Leopoldina de Bicas, entre outras. Para a fase final da competição classificaram-se quatro equipes, sendo duas de cada chave. Ribeiro Junqueira e Independente da Chave A e Operário e Leopoldina da B. Nas semifinais, Operário x Ribeiro Junqueira  e Independente x Leopoldina.
Nosso Operário fez o primeiro jogo em Leopoldina e perdeu pelo placar de 1x0. O destaque da partida foi o craque Lema que, mesmo com o supercílio cortado e sangrando muito, jogou até o final da partida. No jogo de volta brilhou a estrela do atacante César. Na vitória do Operário por  4x2, César marcou os quatro gols. Destaque também para o goleiro Welington que defendeu duas cobranças de pênalti. A terceira partida foi em campo neutro, Além Paraíba. Com excelente atuação de toda equipe, em especial do goleiro Welington, o Operário venceu por 1x0 com gol de Samarone.
Na grande decisão o Operário enfrentou o Leopoldina de Bicas que eliminou o Independente de Além Paraíba. Foram três partidas, sendo a primeira acontecendo em São João com vitória do Operário por 2x1. A segunda em Bicas terminou empatada em 2x2. E, finalmente, o jogo decisivo em São João com o Verdão vencendo por 2x0. Gols de Anginho e Weber.  
Neste vídeo histórico, em relatos emocionados dos ex atletas, você terá a oportunidade de rever os campeões de 1978.  Vamos voltar no tempo com Welington, Botti, Zim Ceira, César, Samarone, Aítlon, Anginho, Paulo Afonso, Zé Carlos, Maurício, Deco e Carlinhos. Eu me emocionei. Acredito que você também irá se emocionar.

Assista.
                      

Clique no play e ouça Magela Soares Medina, o Geraldo Magela, narrando os dois gols do Operário. Anginho e Weber foram os autores dos gols da última partida decisiva contra o Leopoldina de Bicas. Comentários de Joanílson Furtado do Vale.

Ouça.
video
ONTEM  /  HOJE
 SAMARONE

 AÍLTON MAGALHÃES

 CARLINHOS

 ZÉ CARLOS

 ANGINHO

 ZINHO

 CÉSAR

 WELINGTON

 MAURÍCIO

 BOTTI

 DECO

PAULO AFONSO
Mais registros.
 ANGINHO

 ENTREGA DAS FAIXAS CONTRA AMÉRICA DO RIO

 BOTTI "DANDO UMA DURA" NO ÁRBITRO. 

 DECO

 DECO NA BOLA, BOLOTINHA AO FUNDO E BOTTI ATENTO.

 WELINGTON

 +ADEMIR, DECO, BOTTI, LEMA, BRUNEU E WELINGTON
ANGINHO, ZÉ CARLOS, WEBER, ZINHO E CÉSAR

 NÃO PODIA PERDER ESTA OPORTUNIDADE.

 O REENCONTRO. BOTTI E SAMARONE

 A ALEGRIA DE BOTTI E SAMARONE

 SAMARONE E PARTE DA MARAVILHOSA FAMÍLIA DO BOTTI. SR. JOSÉ ROBERTO BOTTI E HAROLDO BOTTI. PAI E E IRMÃO DO BOTTI.


CÉSAR
AGRADECIMENTOS: Obrigado a todos os ex jogadores do Operário que, gentilmente, abriram as portas de suas residências para que eu pudesse fazer este registro histórico e inédito. Obrigado ao Botti, alegria e simpatia em pessoa, que me recebeu juntamente com o Samarone. Abraço ao carinhoso José Roberto Botti, pai do Botti, e , também ao árbitro e meu amigo Haroldo Botti.

Você que me acompanha neste modesto blog o meu muito obrigado. Espero que tenha gostado.

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser!!

terça-feira, 22 de julho de 2014

ALFEU HENRIQUES DE ARAÚJO, O ALFEU DA BRAHMA.


Continuando o “resgate da memória esportiva”, que é um dos objetivos do blog do Nei Medina, destacaremos nesta publicação Alfeu Henriques de Araújo que nasceu em São João Nepomuceno no dia 10 de dezembro de 1933, é viúvo de Shirley Costa Souza de Araújo com que teve os filhos:  Alfeu, Waleska , Warley, Clayton e Wanessa Costa Henriques.
Alfeu que morou boa parte de sua Vida em São João, foi goleiro do Botafogo Futebol Clube, Gerente Comercial da Cervejaria Brahma, Repórter Esportivo da Rádio Difusora de São João, Vereador e Presidente da Câmara no final dos anos 60... Atualmente em Belo Horizonte
Se meu amado e saudoso Pai estivesse entre nós, orgulhoso, ele contaria toda a história do Alfeu. Mas, procuramos um outro amigo seu para relatar um pouco desta trajetória vitoriosa.

Alfeu Henriques Araújo por Paulo Gotti
                       

Alfeu no futebol. a maioria dos atletas eu conheço. O que faltar o Alfeu completa.

 Marialva, José Heleno Albuquerque, Alfeu, José Acrísio, Guará, ?, ?
?, Lalúcio, Antônio"lobsomem", Colero, Adalto e Vanderlei

Paiva, alfeu, Ribita, José Heleno, José Acrísio e Benício Boi.
?, Pilintra, Vanderlei, Guará e Arlindo.

Ivan Rodrigues, José Acrísio e Guará
Paiva, Alfeu e Caeira.

Paiva, José Heleno, Alfeu, José Acrísio, Ribita e Benício Boi.
Arlindo, Pilintra, Colero, Sebastiãozinho e Guará.

Onei(Ratinho), ?, José Heleno, Alfeu, Leocir, Lalúcio, ?
Floretinho, ?, Sebastiãozinho, ? Arlindo e José Acrísio.

Paulinho Onofre, Alfeu, José Heleno, Adalto, Zé Acrísio, Lalúcio e Marialva.
Floretinho, Em´lio Vitói, Colero, Guará e José Júlio.

José Acrísio, Onei, Paulinho Onofre, José Heleno, Adalto Maia, Alfeu, ?, ?
Arlindo, ?, Colero, Sebastiãozinho, Vanderlei, ?

Ari Teixeira, Caeira, Edalmo Pimentel?, Alfeu, ?, ?, Quincas, Tonico?
Aécio Batuta, ?, anísio"ronqueira", Adalto e Arlindo.
Na política




No Carnaval
                                                        Gabriel, Ilton, Maria Celia e Alfeu
Registros de Família.
                                                            Almoço - Alfeu e Clayton

 Alfeuzinho, Clyton e Warley

                                                                        Familiares

Dentro de nossas limitações jornalísticas, fizemos a homenagem do Blog do Nei Medina ao meu amigo Alfeu Henriques de Araújo.

Abraço a todos e até a próxima se Deus quiser!

domingo, 20 de julho de 2014

SUB 17 LIGA DE UBÁ – SÃO JOÃO ESTÁ NA GRANDE FINAL!!!

           O artilheiro Saulo comemorando o gol que garantiu São João na grande final.

Depois de vencer o Spartano no jogo de ida em Rodeiro-MG, nosso representante no sub 17 organizado pela Liga Atlética Ubaense se classificou para final do torneio ao derrotar o Spartano na prorrogação. No tempo normal a equipe de Rodeiro venceu por 2x1. Este resultado levou a decisão da vaga para a prorrogação, onde São João venceu por 1x0 com gol do artilheiro Saulo.
Quem compareceu ao Estádio Heleno de Freitas na manhã deste domingo(20), assistiu a uma grande partida de futebol.
O Spartano, comandado pelo técnico Manga, trouxe a São João uma equipe de qualidade.  Kanei,  Matheus e Renan no meio, além de Igor e João Vítor no ataque, deram muito trabalho para os anfitriões.
Logo aos 8 minutos do primeiro tempo, Igor aproveitou uma indecisão da defensiva adversária e abriu o marcador com um belo gol. Este gol logo de início era tudo que a equipe de Rodeiro queria. Pois, somente dois resultados positivos(tempo normal e prorrogação) garantia vaga na  final do campeonato.
Mas São João, que vencerá a primeira partida no campo do adversário, acreditava que poderia repetir tal feito e partiu para o ataque. Depois de boa movimentação pelo lado direito de ataque, a bola chegou aos pés de Matheus “cavaco” que fez ótimo cruzamento para conclusão de Vinícius. O volante empatou a partida dando um toque sutil e deslocando o bom goleiro Gabriel.
São João continuou pressionando. Agora é a vez de Saulo fazer ótima jogada pela direita e cruzar para Matheus que não foi feliz na finalização e perdeu gol feito. Outra boa chance apareceu quando Cassinho antecipou-se aos defensores do Spartano e finalizou de fora da área. Ele soltou a bomba de pé esquerdo com a bola morrendo no canto esquerdo do goleiro Gabriel. Seria um golaço se o ala Sãojoanense não tivesse conduzido a bola com o braço direito. Lance que o árbitro observou e invalidou o gol. O primeiro tempo terminou assim: 1x1
O Spartano voltou melhor na segunda etapa e teve maior posse de bola. Mesmo com as duas equipes apresentado boa distribuição em campo e ótima movimentação, os meias do Spartano produziam ótimas jogadas, proporcionando mais perigo a defensiva Sãojoanense. Dos  14 aos 25 minutos, Manoel fez 3 ou 4 quatro boas defesas, mas não conseguiu segurar o chute de Kanei, a queima roupa, depois de excelente triangulação do ataque. São João 1x2 Spartano.
Mas São João mostrou que também queria a classificação e voltou atacar com Saulo fazendo duas grandes jogadas. Na primeira tocou para penetração de Matheus que finalizou mal. Em seguida, foi a vez de Pelé perder  ótima chance depois que Saulo foi à linha de fundo e cruzou para trás.
Veio a prorrogação e, depois que o técnico Ayupe deu “uma sacudida” em seus pupilos, são João voltou melhor e pressionou o adversário. Cassinho cobrou falta com perfeição, mas a bola encontrou a trave e não entrou. Depois foi a vez de Pelé quase marcar de cabeça. “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Cassinho cobra falta da direita. Pelé sobe mas não toca na bola. Esta passa e encontra a cabeçada certeira do artilheiro Saulo. São João 1x0 na prorrogação. O Spartano tentou até o final, mas São João foi eficiente na marcação e com este resultado enfrentará o Bonsucesso na grande final.
No vídeo, abaixo, você assistirá todos os lances narrados no texto acima.
video
Tendo Carlos Carvalho como delegado da partida, Valdelino Souza Coutinho no apito, auxiliado por Geraldo Assis Fernandes e Cláudio Firmino, São João conseguiu a classificação jogando com Manoel no gol; Cassinho, Sávio, Bililiu e Gustavo(expulso); Richardsom, Vinícius, Júnior Ayupe(Henrique) e Saulo; Matheus”cavaco”(Ramon) e Pelé. Técnico: Ayupe.
Spartano jogou com Gabriel; Pivim(Douglas)(Murilo), Marcos Paulo, Lucas e Ítalo(Léo); Kanei(expulso), Henrique, Matheus e Renan; Igor e João Vítor(Gustavo). Técnico: Manga.
Destaque: Na equipe de São João Cassinho, Richardsom, Vinícius, Saulo e Pelé, juntamente com Ramom e Henrique que entraram na prorrogação, fizeram ótima partida. Destaque especial para Pelé que, tática e tecnicamente, foi perfeito.

No Spartano, gostei muito dos zagueiros Marcos Paulo e Lucas, dos meias Kanei, Matheus e Renan, e dos atacantes Ígor e João Vítor.
São João enfrentará na decisão a forte equipe do Bonsucesso de Ubá que superou o ótimo Itararé de Tocantins. A primeira partida será em Ubá, no próximo final de semana. Aguardamos data e horário.

Mais registros.
                                      Geraldo Assis, Vadelino Souza Coutinho e Cláudio Firmino.

                                                               São João Nepomuceno.

                                                           "Camburão", Zeca e Ednaldo.

                                                                            Spartano.

                                             Mauro e Karina. Pai e Mãe do zagueiro Sávio.

                                              Vinícius autor do primeiro gol de São João.

                                             Momento da expulsão de Gustavo Parreira.

                                        A presença ilustre de Luís Fernando Mendonça Zampa.

                                      Nilinho, pai do Cassinho, apoiando o ala Sãojoanense.

                                                     Márcio Sabones - Site SJOnline.


                                                                        Paulo's.

                                          Meu Irmão Bezerra, e os irmãos Marcelo e Hércules.

                                        Ayupe ganhando o jogo antes do início da prorrogação.

                                                        Manga técnico do Spartano.

                                                 Kanei marcou o segundo gol do Spartano.

                                               Ígor abriu o marcador para q equipe de Rodeiro.

              O Podólogo Sandro Alves esbanjando alegria depois do gol do artilheiro Saulo.

                                                                     O artilheiro Saulo.

                                                             Pelé, jogador quase completo.

                                                     Saulo comemora o gol da classificação.
Abraço a todos e até a próxima e Deus quiser!